Laudo técnico de vistoria de obras: o que não pode faltar?

A construção de qualquer tipo de estrutura é um processo muito delicado e complicado. Por estarmos lidando com obras grandes, há uma infinidade de detalhes que deve receber uma atenção especial. Afinal de contas, uma obra mal feita pode apresentar riscos para quem a utiliza depois de pronta. É justamente por isso que o laudo técnico de vistoria de obras tem tanta importância.

Na sequência deste texto abaixo, nós explicamos o que é laudo técnico de vistoria de obras, listamos o que não pode faltar em um e, por fim, ainda mostramos como o Qualyvist ajuda a elaborar o melhor laudo possível.

Continue a leitura e confira!

O que é laudo técnico de vistoria de obras?

Como o próprio nome já sugere, o laudo técnico de vistoria de obras é um documento. Ele é exigido legalmente sempre que uma obra é finalizada, com o objetivo de atestar que a obra em questão tem todas as condições técnicas para ser utilizada. Este laudo é quem afirma a qualidade estrutural da construção.

Graças à exigência legal, muitos profissionais e até mesmo empresas da área passaram a se especializar na emissão desses laudos. Hoje, é possível encontrar profissionais que têm o foco de suas atuações completamente direcionado à elaboração de relatórios como esse.

Para que um profissional possa emitir um laudo técnico, ele precisa ser um engenheiro ou arquiteto. Além disso, deve estar devidamente registrado no Conselho da sua região.

No caso dos engenheiros, estamos falando do CREA, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia. Já para arquitetos, o órgão responsável é o CAU, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo.

O que não pode faltar nele?

Um laudo técnico de vistoria de obras completo conta com alguns pontos indispensáveis. O primeiro deles é uma boa inspeção visual das estruturas. Por ter todo o conhecimento que é preciso para isso, o arquiteto ou engenheiro responsável consegue identificar a presença ou não de problemas estruturais apenas com uma análise visual minuciosa de cada detalhe da obra.

Outro ponto fundamental é o teste de todos os componentes do projeto, especialmente se a construção avaliada for um condomínio. É preciso testar geradores de energia, elevadores e equipamentos diversos.

No final das contas, tudo que faz parte do funcionamento e da segurança deve ser incluído na vistoria.

Como o Qualyvist te ajuda a elaborar um laudo técnico de vistoria de obras

Na maioria dos casos, o laudo técnico de vistoria de obras pode ser um documento extenso. Afinal, tudo deve ser checado para que a segurança da construção seja garantida. Quando há a necessidade de incluir muitas informações, existe a possibilidade de que o controle de todas elas seja perdido, fazendo o profissional ter que repetir checagens ou, no pior cenário, esquecer detalhes importantes.

É exatamente por isso que um software de gestão é o parceiro perfeito para fazer um laudo técnico de vistoria de obras. Com um sistema assim, é possível centralizar todos os dados de processos realizados em campo por um agente; basta que ele tenha um celular e o use para registrar essas informações no software.

Se você deseja ter o auxílio de um software para realizar seus lados, conheça o Qualyvist! Nosso sistema permite que você reúna as informações em um só local das maneiras mais fáceis possíveis, incluindo marcações em plantas, fotografias georreferenciadas e descrição de apontamentos por comando de voz ou texto.

Com o Qualyvist, seu laudo fica pronto em poucos cliques. Entre em contato conosco hoje mesmo e veja como nosso software pode te ajudar!